sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Quarta visita a casa de swing (por Li)

A mais diferente e surpreendente até o momento! Chegamos as 11:00h. como sempre e sentamos a "nossa mesa". A casa aos poucos foi enchendo e desta vez os proprietários se fizeram presentes. A casa lotou. Antes que o stripper comessasse, duas garotas que trabalham no bar animaram a festa dançando no palco, rimos bastante, a noite prometia...
O stripper masculino começou, consegui tocar nele, mas dessa vez não me senti a vontade para levantar e provocá-lo de forma que não fui chamada para o palco. Em seguida aconteceu o stripper feminino. Para animar ainda mais a festa, Cacau, uma funcionária da casa se apresentou dançando com roupas provocantes e sua sensualidade encantou a todos, e como de costume após as apresentações a maioria dos casais presentes vai para o andar superior da casa para por em prática suas fantasias e nós não fugimos a regra: subimos, nada no primeiro andar. Fomos para o labirinto. Primeira parada, cama coletiva, primeira trepada. Voltamos para a boite, dançamos e bebericamos mais um pouco.
Tudo transcorreu como nas vezes anteriores, até o momento em que tentei levar Wil até uma cabine na tentativa de realizar uma fantasia ainda não concreteizada. Não ficamos lá e sim em um sofá que estava próximo. De repente estava completamente nua e Wil chupava deliciosamente a minha buceta, adoro quando ele faz isso! Casais foram chegando, até que um se instalou ao nosso lado. Comecei a acariciar o pau do cara e a garota foi querendo acariciar o Wil, o que não permiti. Desde o começo ficou acertado que ele não pode acariciar ou ser acariciado, pois isso não me excita. Na realidade, fico P. da vida, sou extremamente ciumenta.
Deixando esse meu lado possessivo de lado, voltemos ao que aconteceu: como a garota ficou acuada e sem jeito com minha negativa em permitir que ela acariciasse o Wil, ele olhou para ela e disse: pega nos seios dela (nos meus). Foi ai que eu  me vi diante de uma experiência que pensei jamais vivenciar: ser tocada e tocar outra mulher. Confesso que já havia me excitado ao ver em filmes pornos duas mulheres transando, mas a ser protagonista, estava muito distante do que eu pretendesse ser.
Gostei da experiência, me excitei e comecei a tocá-la também. Wil ficou também super excitado mas não fomos além dessas carícias.
Nossa quarta visita foi maravilhosa, a descontração de todos tornou ainda mais agradável o ambiente.
Já estava claro quando fomos embora. Passamos o dia trepando e comentando nossa vivência.
Percebemos que nossa relação está cada dia mais sólida e o nosso tesão ainda mais evidente.
Beijos do casal Wil e Li.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário bem sacana.