quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Brincadeiras excitantes na churrascaria. (por Wil)



Bom dia a todos...
Era um domingo como qualquer outro e voltávamos da casa de meus pais, já era final da manhã e no caminho para a nossa casa, resolvemos dar uma paradinha em uma churrascaria que sempre frequentamos para tomar umas doses de whisky no intuito de começar a esquentar o dia. Chegamos lá por volta das 10:45 hrs., a churrascaria ainda estava com poucos clientes. Sentamos e fomos atendidos por um garçom simpático. Solicitamos nossa bebida e algo para tirar gosto. Conversa vai, beijo vem e o garçom não se conteve, chegou perto de nós e fez um comentário sobre nossos beijos, dizendo que era gostoso etc. Na verdade, achei que ele não agiu de forma profissional, mas confesso que me excitei e a Li também. Então sugeri a ela uma brincadeirinha. Pedi a ela que paquerasse com ele e na primeira oportunidade, sugerisse algo. Assim ela fez, sempre que ele vinha a nossa mesa, ela puxava conversa e se insinuava para ele. Ele, de maneira meio tímida, acredito que com receio da minha reação, foi entrando no jogo,. Então, eu disse a ela que iria ao banheiro e que ela aproveitasse que ficaria sozinha na mesa e pedisse o telefone e o zap dele e dissesse que eu estava sabendo e concordando com tudo. Assim ela fez! Chamou ele e disse que éramos um casal liberal e que estávamos interessados em um contato com ele e pediu o número do seu telefone. Eu estava de longe observando e confesso que fiquei muito excitado. Ela disse para ele que eu tinha ido ao banheiro, mas sabia que ela iria conversar com ele. Nesse momento eu cheguei à mesa, ele ficou todo nervoso, no primeiro momento não conseguiu nem lembrar o número do próprio telefone... KKKKKKKKKK. Demonstrei tranquilidade e deixei-o a vontade. Ainda falei algo sobre o fato de sermos liberais, mas não me lembro bem o que foi. Ele pegou um guardanapo e escreveu o seu número, nos entregou e saiu visivelmente constrangido com o inusitado da situação. Constrangido, mas excitado com certeza!
Pedimos a conta, pagamos e fomos para casa. Mas antes de sairmos, já em nosso carro e ainda no estacionamento, sugeri a Li que ela ligasse para o fone dele e pedisse que ele viesse até nosso carro para beijá-la. Prontamente ela atendeu o meu pedido... A safada não fez nem charminho, foi logo pegando o celular e ligando pro cara. Infelizmente, pra ela e pra mim também, pois eu já estava louco de tesão só em pensar em vê-la beijando o cara no estacionamento da churrascaria, ele não teve coragem de vir. Pena para ele que perdeu a oportunidade de provar da boca da Li e se ela gostasse do beijo dele, em outra oportunidade, ele poderia provar da bucetinha e cuzinho dela também. Mas infelizmente a brincadeira terminou quando chegamos em casa, ele não teve coragem de nos ligar ou passar um zap, simplesmente entregou nosso número para um primo dele que entrou em contato conosco pelo zap tentando marcar um encontro. Explicamos para o pretendente que as coisas não funcionavam dessa forma e que o garçom parecia não ter entendido nada. Ele compreendeu.
Nesse dia, ficamos só nós dois em casa e curtimos muito sexo e paixão. Já se passaram alguns meses dessa experiência e já voltamos a mesma churrascaria várias vezes, mas o referido garçom não veio mais nos atender. Deve ter ficado constrangido pela sua falta de atitude. Mas o fato é que também perdemos o interesse nele.
Tentei mostrar para todos através desse relato que não é só o ato sexual com outras pessoas que fazem com que tenhamos prazer. Às vezes, criar uma situação excitante, mesmo que não cheguemos a sair com outras pessoas, também vale muito a pena. O casal nunca deve esquecer a sua essência e viajar em fantasias é muito prazeroso!

Deixo algumas fotos mais comportadas para vocês apreciarem.

Bem comportada!

Olha só o que o garçom perdeu!!!

 Alguém quer ajudar a tirar o short?

Beijos e abraços do Casal Wileli

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Generalizando (por Wil)



Começo esse post sem saber ao certo se a palavra generalizando se adequa ao conteúdo do mesmo. O fato é que quando todos pagam por conta das ações de alguns, infelizmente acabamos generalizando. Vou explicar. Mudamos a forma de analisarmos as pessoas, principalmente homens, que nos enviam solicitação de amizade no SEXLOG. Colocamos que não aceitamos homens da Cidade de Fortaleza, apenas os de outras cidades e que estejam de passagem pela nossa. O que nos fez agir dessa forma, foram as experiências que tivemos com pessoas da nossa cidade, Fortaleza. Algumas dessas pessoas foram inconvenientes, grosseiras, mal educadas, outros, aproveitadores, chegando ao ponto de achar que teríamos que pagar a conta do motel e das despesas para ter a sua companhia. Ora, se quiséssemos pagar, contrataríamos um garoto de programa! Por isso, por causa de alguns, a maioria paga! Não quero dizer com isso, que os que vêm de fora sejam a perfeição em pessoa, visto que já conhecemos pelo menos uns dois que foram uma completa decepção. Mas pelo menos, vão embora e não ficam nos perturbando. O fato de não aceitarmos, num primeiro momento, sair com homens de Fortaleza, não significa que não possamos aceita-los como amigos no SEXLOG e futuramente poder conhecê-los pessoalmente. Tudo vai depender da troca de mensagens e futuras conversas. A experiência nos ensinou que nunca devemos sair com alguém logo no primeiro contato. Posso garantir que em todas as vezes que fizemos isso, foi decepcionante. E mesmo assim recorremos no erro algumas vezes. E vejam que não somos principiantes!
Decepções fazem parte do mundo liberal. Afinal somos pessoas e não máquinas. E não é porque estamos no meio liberal que não podemos nos decepcionar com as pessoas. Alguns podem até achar que é só marcar o encontro, ir para o motel e foder a tarde toda. Bem, o objetivo é foder a tarde toda mesmo... Mas para isso deve haver afinidades, gostos em comum, respeito, carinho, higiene e um bom papo. Juntar isso tudo em uma pessoa é difícil, até porque, a maioria só quer mesmo gozar e ir embora. Boas companhias são difíceis de encontrar!
A Li costuma dizer que o mundo liberal e um caminho sem volta. Mesmo que queiramos sair, dificilmente vamos conseguir. Por isso é importante o diálogo entre os dois para que não haja problemas no relacionamento. Quando entramos no meio liberal, temos a possibilidade de externar desejos e fantasias que os casais “normais” jamais teriam condições de realizar, e por isso temos que saber administrar isso muito bem. Temos que ficar atentos para que as coisas não se tornem apenas rotina e percam a graça. 
Bem, termino aqui esse pequeno desabafo e agradeço pela paciência de vocês. Aos homens de Fortaleza que lerem este post, não se sintam ofendidos, a menos que a carapuça tenha servido. Aguardamos os comentários de bom gosto.

Fiquem com algumas fotos gostosas.



 Com um amigo de sorte!

 Festinha com dois amigos.. Um comendo o cuzinho e o outro esperando a vez.

 No cuzinho novamente com um amigo!

 Pimentinha no tornozelo direito. Só as safadinhas usam!

Bundinha gostosa!


Abraços e beijos do Casal Wil e Li.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Nossa experiência com mais dois homens (por Wil)



Bom dia a todos!!!!!

Depois de alguns dias da última postagem que a Li fez, resolvi escrever sobre a experiência que tivemos na companhia de mais dois homens. Na verdade nem sei como chamar essa experiência. Pois ménage é com três pessoas. Se fossem dois casais, seria troca. Mas um casal, e mais dois homens, realmente não sei. Seria suruba? Acho que não. Suruba remete a pensarmos em muitas pessoas e éramos só quatro! Mas alguns vão pensar, três homens e apenas uma mulher, não é muito? Para a Li não foi! Ela deu conta do recado direitinho e todos saíram satisfeitos, embora no dia seguinte, algumas dores pelo corpo denunciavam a extravagância.
Na verdade, essa era uma fantasia antiga nossa. Sempre falávamos da possibilidade de realiza-la, mas a dificuldade era de encontrar as pessoas certas. Com o tempo que temos no meio liberal e com as amizades que fizemos, achamos que as possibilidades de realizarmos essa fantasia seria mais fácil. Ledo engano! Selecionar e juntar várias pessoas não é tarefa fácil, principalmente em se tratando de sexo, falo isso no nosso caso que somos seletivos e prezamos pela qualidade. Pois várias pessoas, simplesmente postam nos sites de encontros que vão fazer “uma festinha” e abrem a possibilidade para qualquer um participar. Não estou criticando, cada um age da maneira que quiser, mas não é o nosso caso.
Falamos com um amigo e parceiro de ménage e ele se prontificou em convidar um conhecido dele. Marcamos uma primeira vez e não deu certo, o conhecido dele teve contratempos e não pode ir. Mas não perdemos viajem, fomos o três para um motel e trepamos a tarde toda. Marcamos outra vez e ai sim, deu certo. Estávamos um pouco apreensivos, pelo menos eu e a Li. Nos encontramos em um barzinho, bebemos umas doses como de costume, conversamos um pouco e seguimos para o motel.
Chegando lá, fomos para a banheira e a Li começou a brincar com os três paus, chupando, punhetando, beijando. Todos ficamos muito excitados e fomos para a cama. Foi uma loucura. Teve DP vaginal, com os três homens se revezando para preencher a bucetinha dela com dois cacetes. Ela fez anal com todos, afinal ninguém poderia sair dali insatisfeito. Eu, fiz uma coisa que a muito tempo eu queria fazer, que era lamber a buceta dela enquanto outro macho a penetrava. Foi demais. E eu, fico pensando, como pode uma mulher aguentar tanta rola assim? Mas na verdade, ela adora e se realiza. E quando ela está realizada, eu me realizo também.
Bem, mas para quem acha que três homens foi o bastante, pasmem! Conversando com a Li no último domingo, decidimos que faremos um encontro com 5 homens. Já começamos a contatar alguns amigos. Três já se prontificaram e indicaram mais dois. Pronto, a conta está fechada. Agora é só tentar conciliar os horários de todos e partir pro abraço. Ou melhor, pra suruba. Pois agora não tenho dúvidas. É suruba mesmo! Ou gang bang para alguns.... mas nós apelidamos de surubinha. Achamos que fica mais light! Depois nós contamos como foi!!!!!

Apreciem algumas fotos do encontro. 

Abraços e beijos do Casal Wil e LI

 Olha ai o que ela teve a disposição. O que está sem camisinha, sou eu.

Igual a criança quando ganha um monte de pirulitos!

 DP vaginal. Amigos de sorte!

Com os dois amigos e eu fotografando!

 Adorei sentir o gostinho da buceta dela enquanto é penetrada pelo amigo.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Atualizando.... ( Por Li )

Boa tarde amigos,
Sabemos que estamos em falta com vocês mas procuraremos pô-los a par de tudo que nos aconteceu nos últimos tempos. É claro que será de forma pausada, uma vez que ,já vivenciamos muitos momentos desde a nossa última postagem.
A princípio iniciaremos com a nossa primeira experiência com ménage feminino:
Estávamos um dia a teclar no sexlog meio que sem perspectivas nenhuma quando em plena eleição( última )encontramos uma mulher que se enquadrava dentro do nosso perfil também em busca de uma realização sexual.
Era uma pessoa extremamente simpática, mas que analisando pelo meu lado feminino de ser, sem atitudes. Foi uma excelente companhia em termos de conversa, uma pessoa culta e agradável mas que  embora tivesse uma  certa maturidade, uma pessoa muito inexperiente no tocante ao sexo. Eu precisava pedir para que ela tomasse certas atitudes pois a mesma era totalmente sem iniciativa.
Estou falando isso porque acho extremamente necessário que as pessoas sejam elas homens ou mulheres que estejam ou desejam entrar no meio , que é necessário que tenham atitude, que saibam o que realmente esperam do encontro a que se determinem. Que se proponham  a realizá-lo da forma mais prazerosa possível porque  é um momento único, momento esse a qual devemos sair realmente satisfeitos em todos os sentidos. O que não ocorreu conosco nesse momento, principalmente porque foi a nossa primeira experiência com ménage feminino e por ser a primeira vez sempre gera uma grande expectativa.
Mesmo diante dessa experiência um pouco frustrante, seguimos adiante... Nos permitimos conhecer uma uma mulher cheia de iniciativa e que se enquadrou em nosso perfil perfeitamente. Interagimos conforme nossas expectativas , inclusive no tocante ao bi feminino. Confesso que dessa vez senti  um  pouco de ciúmes pois como todos já tem conhecimento, ainda não me livrei desse mal totalmente...  Mas no geral tivemos muito prazer em sua companhia.
Por termos nos relacionado muito bem com ela, decidimos tentar uma troca, juntando um amigo e ela a nossa cama. Mas essa experiência veio só confirmar que a troca não é a nossa praia visto que, na troca em determinado momento os casais ficam afastados  e não é isso que nos satisfaz.
A conclusão que tiramos é que momentaneamente não nos realizamos com uma troca visto que só sentimos prazer quando estamos juntos.
Aconselhamos que casais iniciantes tenham a sensibilidade e a paciência para experimentar novas experiências e que tenham o discernimento para aceitar apenas o que é melhor para o dois pois só assim estarão construindo uma relação sólida e prazerosa.

 Momento da troca - Wil fotografando...

 Eu e nossa amiga interagindo

  Eu e nossa amiga

 Eu e nossa amiga novamente...

Wil interagindo com nossa amiga